Quarta, 24 de julho de 2019
(18)99647-2152
Selvíria

27/06/2019 às 15h19

41

TV na Ilha

Ilha Solteira / SP

Escola em Selvíria desenvolve projeto em parceria com Prefeitura e constrói praça temática com conceito ambiental
Escola em Selvíria desenvolve projeto em parceria com Prefeitura e constrói praça temática com conceito ambiental
Escola em Selvíria desenvolve projeto em parceria com Prefeitura e constrói praça temática com conceito ambiental

Alunos da Escola Estadual Ana Maria de Souza de Selvíria ganham um novo espaço de lazer baseado no conceito socioambiental, que é a Praça Professora Odenice Batista Junqueira – em homenagem à saudosa professora, que lecionou na referida unidade escolar por muitos anos –, construída no pátio da escola, e é parte do projeto Atividade Eletiva II.


A construção da praça surgiu da ideia dos professores Valentim Arede Crema e Elias Pereira Lima, e consiste em levar aos alunos conhecimento em locais abertos utilizados como instrumentos pedagógicos. A projeto foi implantado em fevereiro de 2018, teve um período desativado e reiniciou no ano de 2019, e hoje está com a primeira fase concluída. Segundo o professor Valentim, estar na praça é mais que ocupar um espaço; é também um exercício de cidadania, pois tudo o que se dialoga, se expressa ou se aprende no local pode se tornar uma oportunidade de reflexão e de descobertas. A Praça Professora Odenice Batista Junqueira, foi construída a sombra de uma frondosa árvore, onde foi edificada calçada, mesas e bancos, placas educativas, recipientes para coleta seletiva de lixo, onde os alunos desfrutam de momentos agradáveis em um ambiente confortável o que possibilita o aumento da capacidade de absorção do conteúdo estudado.


Para a construção da praça, os idealizadores dispuseram de recursos próprios, da Escola, da Prefeitura Municipal de Selvíria, de pais de alunos e dos próprios alunos (2º A vespertino) que contribuíram com mão-de-obra e alguns materiais. O projeto teve tanta aceitação e envolvimento que estimulou a todos para a construção da segunda praça, que será construída ainda este ano.


“É diferente. Antigamente não tinha nada nesse espaço, mas agora tudo está tão bonito, variado e cheio de cor. Pretendemos nos dedicar cada dia mais, ajudando os professores, porque quando a gente mesmo faz, a gente nunca esquece!”, revelaram os alunos do 2º A, Eric, Kalytha e Rayane que participam do projeto.


“No desenvolvimento desta atividade, os alunos puderam trabalhar os mais diversos conteúdos: em ciências, ao estudar as plantas e o solo; em português, para redação e problematização do projeto; em história, para entender a configuração da praça como um espaço coletivo e público. Com o projeto, os alunos tiveram a chance de se articular ao ambiente escolar; se aproximar dos demais alunos, professores, coordenadores, direção da escola e até da Administração Municipal para apresentar a proposta”, comentou a professora Mirtes (língua portuguesa).


“Esta é a primeira praça, com estas características, estrutura e envolvimento coletivo. Nossos alunos podem se orgulhar porque além de ser um espaço muito bonito e adequado para receber a todos, tivemos aqui toda uma preocupação com o meio ambiente. Qualquer espaço público tem potencial educativo. Mas a praça – por sua característica aberta – tem um poder ainda maior. Por ser um local agregador de várias matizes de pensamento, grupos e pessoas, a praça permite a descoberta e resgate da memória, história e cultura local”, disse o professor Valentin Arede Crema, um dos idealizadores do projeto.


“Um dos maiores desafios que o século XXI impôs à humanidade foi cuidar do planeta e agir de forma sustentável, com o menor impacto possível no meio ambiente. As mudanças começaram a ser praticadas por empresas e indivíduos, que estão transformando os hábitos para se readequar aos novos tempos. Pensando nisso, professores, coordenadores e a direção da Escola Estadual Ana Maria de Souza, aprovou e se incorporou ao projeto”, comentou o coordenador pedagógico e incentivador do projeto, professor Davi Pereira de Lima.


A diretora Celia Molina Arede ressaltou que o mundo está pedindo socorro e que uma das respostas que podem solucionar  os problemas do meio ambiente é a educação ambiental. “Nós estamos buscando isso para os nossos alunos, para que eles tenham uma visão da importância da sustentabilidade, bem como da reciclagem", disse a diretora.


Por: Assessoria de Comunicação.

FONTE: prefeitura

O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos o direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou com palavras ofensivas. A qualquer tempo, poderemos cancelar o sistema de comentários sem necessidade de nenhum aviso prévio aos usuários e/ou a terceiros.
Comentários

0 comentários

Veja também
Facebook
Mais lidas
© Copyright 2019 TV na Ilha - Todos os direitos reservados
Site desenvolvido pela Gadi Sistemas de Sites