Sábado, 14 de dezembro de 2019
(18)99647-2152
Ilha Solteira

27/08/2019 às 13h08

101

TV na Ilha

Ilha Solteira / SP

25 anos desarmada e amada – Por Antonio José do Carmo
25 anos desarmada e amada – Por Antonio José do Carmo
25 anos desarmada e amada – Por Antonio José do Carmo

Há 25 anos foi criada a Guarda Municipal de Ilha Solteira. Uma solenidade de muita emoção marcou o evento comemorativo realizado no Centro Cultural da cidade, na manhã dessa sexta-feira. A solenidade foi presidida pela Guarda Municipal Juliana Lacerda. Ela é um dos símbolos da Guarda. Chegou ainda jovem, hoje mãe com família constituída.


Lembro da briga que ela arrumou com a elite intelectual e ambientalista de Ilha Solteira, quando defendeu a construção de uma ciclovia bem no centro da avenida. Havia ali centenas de árvores que, plantadas nas extremidades do canteiro, possibilitavam existência de um corredor no meio do verde.


O prefeito da época, Edson Gomes teve em Juliana, uma defensora técnica do projeto da ciclovia na principal avenida da cidade.


Um grupo de pesquisadores da Unesp, extremamente contrários à construção da ciclovia, certa vez apresentou um estudo mostrando que a obra de pavimentação, mesmo estreia, poderia contribuir para formação de “ilhas de calor”, com altas temperaturas provocadas pelo aumento da impermeabilização do solo. Dessa forma a cidade teria sua temperatura aumentada no centro da cidade.


Mas Juliana tinha um argumento inquestionável. Os acidentes com bicicletas e automóveis na avenida, eram mais de dois por mês em condições graves. O mais doloroso foi do atropelamento de uma babá de bicicleta, com a morte de uma menina de 5 anos, que ela carregava na garupa. E foi um ônibus, que dividia a avenida com carros pequenos, pedestres e bicicletas.


As veias do pescoço inchavam e seus olhos se arregalavam nas reuniões, quando ela dizia: “a ciclovia é para salvar vidas”. E tem mais. Além da ciclovia, com quase 5 quilômetros de extensão, a avenida perderia todos os retornos que não fossem de rotatórias. Seria mantida apenas uma, na zona norte da cidade.


Então o pau fechou com os comerciantes. “Quem vai dar a volta de um quilômetro para comprar na minha loja?”. Não foi fácil. Mas venceu a proposta da ciclovia. Com um detalhe de grande importância: nenhuma das árvores precisou ser derrubada. Estão todas lá, com outras que foram plantadas. Há uma década não se registra acidente de ciclistas da avenida.


Estou contando isso não apenas pela grandiosa homenagem que recebi durante a solenidade por propagar incentivar e divulgar os preceitos da Guarda, mas também pelo profissionalismo do grupo.


São até hoje desbravadores de uma proposta diferente de segurança pública no Brasil. São integrados às Polícias Civil, Militar, Corpo de Bombeiro com quem troca informações e colaboram. Ostentam reconhecimentos de terem feito a maior apreensão de drogas do município, reduzir a violência e merecer o respeito da população com ações de socorro e amparo.


Tudo isso sem arma de fogo. A maior arma é a informação. A Guarda ganhou um sofisticado sistema de câmeras que observam tudo, em vias e praças. Em duas décadas e meia ela não matou e nenhum colega morreu alvejado no trabalho. Parabéns ao idealizador da Guarda, ex-prefeito Edson Gomes. Seu filho Otávio Gomes é o prefeito atual. Mesmo manifestando contrário, já recebeu proposta de privatizar a Guarda, exatamente pela sua eficiência.
Antonio Jose do Carmo é jornalista

FONTE: prefeitura

O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos o direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou com palavras ofensivas. A qualquer tempo, poderemos cancelar o sistema de comentários sem necessidade de nenhum aviso prévio aos usuários e/ou a terceiros.
Comentários

0 comentários

Veja também
Facebook
© Copyright 2019 TV na Ilha - Todos os direitos reservados
Site desenvolvido pela Gadi Sistemas de Sites