domingo, 20 de outubro de 2019
(18)99647-2152
Pereira Barreto

17/09/2019 às 01h50

34

TV na Ilha

Ilha Solteira / SP

3º FELIP tem início nesta segunda-feira
Evento será realizado até sexta-feira e irá contar com diversas atividades.
3º FELIP tem início nesta segunda-feira
3º FELIP

A Prefeitura da Estância Turística de Pereira Barreto, através da Secretaria Municipal de Turismo e Cultura, dará início nesta segunda-feira (16) ao 3º FELIP (Festival Literário de Pereira Barreto). O 3º FELIP irá se estender ao longo de toda a semana, com programação variada que contará com a presença de autores renomados. Este ano, o 3º FELIP homenageia a Carolina Maria de Jesus, uma das primeiras escritoras negras do Brasil e considerada uma das mais importantes escritoras do país.


A autora viveu boa parte de sua vida na favela do Canindé, na zona norte de São Paulo, sustentando a si mesma e seus três filhos como catadora de papéis. Em 1958, teve seu diário publicado sob o nome “Quarto de Despejo”, com auxílio do jornalista Audálio Dantas. O livro fez um enorme sucesso e chegou a ser traduzido para catorze línguas. Carolina de Jesus era também compositora e poetisa. Sua obra permanece objeto de diversos estudos, tanto no Brasil quanto no exterior.


A Casa da Cultura “Maestro Aristeu Custódio Moreira” irá abrigar o evento, que contará com palestras e discussões com os principais autores da literatura brasileira. Durante toda a semana, acontecerá a feira de livros na quadra poliesportiva das Faculdades Integradas Urubupungá, sempre das 8h às 20h.


Nesta segunda e terça-feira (16 e 17), na Casa da Cultura “Maestro Aristeu Custódio Moreira”, será realizada a oficina “O Som das Koisas”, ministrada por Everton Gennari. O Projeto “Som das Koisas” tem enfoque na área cultural e socioambiental visando o desenvolvimento de conhecimentos, habilidades e potencialidades, além de proporcionar integração inter e intrapessoal, utilizando materiais reciclados, por meio da conscientização musical e ecológica, consequentemente uma qualidade de vida melhor.


Ainda nesta segunda-feira, também na Casa da Cultura, a partir das 19h30min, será realizado um bate-papo com a escritora, poetisa, atriz e slammer Luiza Romão, formada em Artes Cênicas pela Universidade de São Paulo (USP). Luiza é autora dos livros “Sangria” e “Coquetel Motolove” e em 2014, foi vice-campeã nacional de poesia (Slam BR). Seu projeto multi-artístico “Sangria” circulou por diversos estados brasileiros e países  como Uuguai, Argentina e Porto Rico. No teatro, Luiza participou dos coletivos teatrais Núcleo Bartolomeu de Depoimentos, Teatro Documentário, Cia. Ato Reverso, Turma 66, entre outros. Como arte-educadora, trabalhou em projetos como Vocacional, Fábricas de Cultura, Ademar Guerra e Juventudes/SESC.


Na terça-feira, às 19h30min, na Casa da Cultura, será a vez da conversa ser com a escritora e poetisa Geruza Zelnys. Geruza é Doutora em Teoria Literária e Literatura Comparada pela USP, Mestre em Crítica Literária pela PUC, com pós-doutorado em Filosofia da Educação pela UNIFESP, investigando as potencialidades educativas e terapêuticas das oficinas de escrita criativa. Geruza criou o curso Escrita Curativa em 2014 e publicou as obras “Esse Livro Não é Pra Você”, “9 Janelas Paralelas & Outros Incômodos”, “Tatuagem: Mínimo Romance” e “Se Do Meu Púbis Nascessem Asas”. Também organizou o livro “Paisagens Menores: Experiências com a Escrita Criativa”.


A Casa da Cultura ainda receberá nesta quarta-feira, também às 19h30min, a visita do escritor, ilustrador, criador de história em quadrinhos e ator Lourenço Mutarelli. Autor de novelas gráficas, contos e romances, como, “O Cheiro do Ralo”, sua Magnum opus, Mutarelli ainda escreveu “Diomedes”, “O Grifo de Abdera” e “Sketchbooks”, dentre outros.


Na quinta-feira, Pereira Barreto recebe a visita de Reynaldo Damazio. Damazio é formado em Sociologia pela USP, é editor, jornalista, crítico e poeta. É colaborador do Guia de Livros da Folha de São Paulo e das revistas Arte Brasileiros e Nossa América Hoy, e também coordena o Centro de Apoio ao Escritor, da Casa das Rosas. Sua experiência ainda passa pela diretoria da Dobra Editorial e é autor dos livros de poemas “Nu entre Nuvens”, “Horas Perplexas” e “Com os dentes na esquina”. O encontro será realizado a partir das 20h, na Casa da Cultura.


Encerrando os trabalhos, na sexta-feira na Casa da Cultura “Maestro Aristeu Custódio Moreira”, às 9h30min e às 14h30min, será realizada a apresentação do grupo Girasonhos, com o espetáculo “Contos Orientais”. Neste espetáculo, o Grupo Girasonhos compartilha com o público em geral, contos e provérbios do oriente. São histórias que transportam o público para longe, no tempo e no espaço, cujos enredos instigam a refletir tanto sobre situações corriqueiras, que são vividas no dia-a-dia, quanto questões existenciais, como destino, liberdade, verdade, justiça, que mobilizam crianças, homens e mulheres de todos os cantos do mundo.


Para encerrar o 3º FELIP, às 20h30min, na Casa da Cultura, será realizado o Show Fotolíteromusical, com o Projeto Óptica Sonora. O Projeto Óptica Sonora apresenta neste espetáculo, a mostra artística de música, artes visuais, cênicas e literária. Em fase de divulgação do CD autoral, o grupo manifesta pela integração poética das artes, o despertar para as sensações, lembranças, emoções, momentos cotidianos da vida e das relações humanas. A exposição fotográfica das imagens sobre os textos e letras das canções na abertura do evento, e o show com canções, projeção de vídeos, textos e performances, compõem o repertório dessa apresentação multimídia, e criam para o evento um cenário de animação, dinâmico, performático e artístico cultural. As letras dos sons em imagens transformam a observação e possibilitam a exteriorização dos sentimentos.


O FELIP é um evento criado pela Secretaria de Turismo e Cultura que visa ampliar e difundir as práticas literárias, dando oportunidade a todos de ampliar o conhecimento pelo universo dos livros e da literatura. O evento é um dos mais importantes da região, do ponto de vista cultural, por não ser apenas uma simples feira, e sim um festival espalhado por todo o município com as mais diversas atividades culturais, promovendo o debate sobre os valores do conhecimento literário, dando a oportunidade da população participar e se envolver com o projeto.

O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos o direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou com palavras ofensivas. A qualquer tempo, poderemos cancelar o sistema de comentários sem necessidade de nenhum aviso prévio aos usuários e/ou a terceiros.
Comentários

0 comentários

Veja também
Facebook
© Copyright 2019 TV na Ilha - Todos os direitos reservados
Site desenvolvido pela Gadi Sistemas de Sites